Estudos Bíblicos Lia-e-Raquel

Published on fevereiro 10th, 2012 | by Gabriel Félix

1

Porque Raquel roubou os terafins de seu pai?

Alguns amigos acham que sou uma pessoa que gosta de polêmicas, mas na verdade sou uma pessoa curiosa e creio que não existe nada fora do contexto ou errado nas escrituras. Fato é que em algumas passagens bíblicas causam diversos pontos de vista que se diferem entre si. Não que a bíblia possui erros, mas pelo simples fato de que muitas das vezes a interpretamos erroneamente. No livro de Gênesis 31 é um trecho daqueles que deixam muitos de cabelo em pé.

Neste capítulo narra-se a história de que depois de receber a benção de Deus com muitos bens, Jacó notou que Labão não o olhava mais com a mesma alegria. Havia murmuração entre os filhos de Labão. E por causa disso Jacó se levantou na ausência de Labão e colocou seus filhos e mulheres em camelos e levou todo o seu gado e bens que possuía para a terra de Canaã. Sem que ele soubesse (Jacó), Raquel aproveita da ausência de seu pai para roubar-lhe pequenas estátuas que representavam od deuses de Labão.

(Gn 31:19) “Enquanto Labão tinha saído para tosquiar suas ovelhas, Raquel roubou de seu pai os ídolos do clã”. NVI

É importante historicamente saber que Jacó fora enganado por seu sogro e trabalhou por 07 anos de graça para casar-se com Raquel e no dia do casamento foi enganado casando-se com Lia (a filha mais velhão de Labão). Teve que trabalhar por mais 07 anos para finalmente casar-se com Raquel, aquela em que ele tanto amava.

A fuga de Jacó com sua família foi descoberta 3 dias depois por Labão. Ele reuniu homens para persegui-lo, mas foi advertido por Deus em sonho. No sétimo dia Labão os alcançou e Jacó foi repreendido e indagado sobre o roubo dos ídolos. Jacó não sabia que Raquel os tinha roubado e por isso disse a Labão que os procurasse e matasse quem tivesse cometido tal crime.

Raquel escondeu os ídolos sentando emcima deles e por isso Labão não os encontrou. Esses ídolos em Hebraico são chamados תרפים t ̂eraphiym “terafim”. Eram estátuas com formas humanas.

Existe uma linha de pensamento que acha que ela fez isso por uma questão religiosa e por estar familiarizada ao politeísmo desde sua meninice. Mas porque furtar do pai?

A arqueologia bíblica presta um grande serviço ao estudo elucidativo de determinadas passagens bíblicas. Graças a ela, é possível reconhecer o porquê de alguns comportamentos “estranhos” a nossa cultura. Se formos pensar, aparentemente o delito parecia ter um fim religioso mas antigos códigos de lei sumerianos revelaram que naquela época a posse de pequenos ídolos do lar (comumente chamados de Terafim) era o certificado de propriedade que alguém precisava para firmar-se dono de uma terra.

Caso os ídolos fossem parar nas mãos de outra pessoa, essa se tornava automaticamente a proprietária dos terrenos que eles demarcavam. Por serem pequenos, poderiam facilmente ser roubados e cabia ao dono o cuidado de guardá-los para não ser lesado. Foi portanto num descuido de Labão que Raquel roubou seus ídolos (ou seja suas escrituras) com o fim de entregá-los posteriormente a Jacó, e fazer dele o novo senhor daquelas terras. Tratava-se, portanto, de uma tentativa de indenização do esposo pelo engano que o levou a sete anos extras de trabalho nas terras de seu pai. (Fonte “A Arqueologia e a Bíblia”)

Interessante não?

Shalom!


Tags: , , , , , , , , , ,



Deixe esse blogueiro feliz, comente!



One Response to Porque Raquel roubou os terafins de seu pai?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


6 × = doze

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑